Início de ano: hora de estabelecer as metas!

treino-da-semana-25-01

Essa é uma das técnicas mais utilizadas e pesquisadas na psicologia do esporte.
Entretanto, simplesmente estabelecer uma meta ou objetivo não significa necessariamente aumento de resultados ou modificação de comportamento.
Ao estabelecer uma meta, é identificado um comportamento específico a ser executado, as circunstâncias em que o comportamento deve ocorrer e as consequências por executá-lo.

Segue um exemplo de meta para os “dias de luta na natação” serem mais produtivos:

Contexto: dias de cansaço dentro d’água

Meta específica: manter a frequência de braçadas e treinar a sensação do esforço aplicado e a sustentabilidade deste esforço para o ritmo desejado (A2 ou A3).
Consequência: assim, mesmo que o tempo não saia como desejado a sensação de esforço da zona desejada está sendo treinada e a frequência de braçada mantida.

Descrevemos aqui o contexto da meta (dias de cansaço), para a emissão do comportamento especificado (manter o feeling de esforço desejado para o ritmo treinado e a frequência de braçadas). Que levará ao reforço estabelecido, (apesar do cansaço foi mantido a frequência de braçada e a sensação de esforço desejada).

Considere também os seguintes critérios para sua meta ser efetiva:

  • A meta deve ser específica.
  • A ênfase deve ser no processo e não no resultado final.
  • A meta deve ser realista, porém desafiadora.
  • A meta deve representar o que o atleta deve alcançar e não o que ele não deve.
  • A meta de longo prazo deve sempre envolver metas de curto prazo, favorecendo a avaliação dos progressos e fornecimento de feedback.
Além disso metas de curto prazo são mais flexíveis, e podem ser manipuladas para manter o nível de desafio sempre ótimo.

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *