Quiropraxia e Osteopatia: quais as diferenças?

Muitas vezes, essas terapias são confundidas, apesar de existirem mais semelhanças do que diferenças entre ambas as duas técnicas manipulativas.
A Quiropraxia surgiu em 1890 e foi criada por Daniel David Palmer, fundador da Palmer School of Chiropractic, nos Estados Unidos – a primeira escola de quiropraxia no Mundo.
Ela é considerada uma ciência que tem como o principal objetivo diagnosticar, prevenir e tratar desordens do sistema neuro-músculoesquelético, ou seja, dores relacionadas ao sistema músculo esquelético, sobretudo a coluna vertebral, por meio de terapias manipulativas.
A Quiropraxia possui um modo mais estrutural de tratamento, com ênfase nas manipulações articulares (famosos estalos), e muitas vezes seguindo um protocolo de tratamento.
Por outro lado, a Osteopatia foi criada em 1874 por Andrew Taylor Still, fundador da Osteopathic Medical School, e também utiliza métodos de manipulação para detectar e corrigir desordens na estrutura do corpo.
A filosofia osteopática tem uma visão mais global do paciente com uma gama de técnicas diversificadas – sendo elas tanto estruturais (estalos), como musculares, cranianas, fasciais e viscerais.
Ambas são técnicas famosas nos dias de hoje, principalmente por conseguirem promover um alívio da dor em poucas sessões ou, em alguns casos, até mesmo de forma imediata.
Por fim, vale ressaltar que é muito importante procurar um professional qualificado e competente para realizar seu tratamento, tendo em vista que essas duas especialidades são de uso único e exclusivo do fisioterapeuta.

João Leonardo Pascoal

João Leonardo Pascoal

Fisioterapeuta da Care Club, Unidade Ipanema (Rio de Janeiro/RJ)

Graduado em Fisioterapia pela Unibennett, Especializado em Fisioterapia Traumato-Ortopédica e Desportiva pela Interfisio, e em Quiropraxia pela Frasce

CREFITO-2/113324-F

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *