Deseducativos?!?

Por essa você não esperava, e talvez até não soubesse: existem alguns exercícios educativos que, quando praticados em profusão, e sem uma boa orientação, podem, ao invés de ajudar a corrigir, acabar por prejudicar a técnica do nadador.
Primeiro, precisamos definir o conceito do exercício educativo para natação. Muitos atletas e treinadores fazem confusão com relação isso e existem três situações que precisam estar bem determinadas para o completo conhecimento:

1. Educativo
2. Nado Técnico
3. Nado Completo

Educativo é o exercício executado dentro ou fora d’água que, partilhando os movimentos ou combinando-os, leva o nadador a desenvolver uma melhor performance técnica na água. 

Nado Técnico é a atividade do nado, sendo que executada com a maior perfeição técnica possível.

Nado Completo é o nado propriamente dito, utilizado pelo nadador nas séries normais ou em competição.

Estes três conceitos precisam ser bem diferenciados, pois muitas vezes o nadador não consegue distinguir um do outro. Isso é facilmente observado quando os nadadores executam os exercícios educativos apenas no modo “fazer por fazer”, em ritmo acelerado ou de forma despreocupada.
Na verdade, os exercícios educativos precisam ser feitos de forma lenta, progressiva e de maneira que sejam assimilados pelo corpo, desenvolvendo a sensibilidade do nadador na água.
Uma boa dica é combinar séries de educativo com nado técnico, pois assim o atleta tem a oportunidade de vivenciar a execução de um exercício educativo partilhando seu estilo e com o nado mais perfeito possível. Esta combinação terá grandes efeitos na assimilação da técnica desenvolvida no educativo e passará a fazer parte do nado completo do nadador.

E quando devemos aplicar os exercícios educativos?

Aqui a resposta é bem ampla. No início do treino, ele melhora a capacidade de assimilação do movimento e, principalmente, para educativos que estão sendo implantados ou usados pela primeira vez.
No meio das series, os educativos podem ser usados como recuperação e, principalmente, para colocar o nadador na técnica adequada.
E, no final do treino, para recuperação do trabalho executado e fechando os movimentos de forma correta. 

E, finalmente, o que é DESEDUCATIVO?

Os deseducativos são os exercícios educativos realizados em profusão sem orientação ou controle técnico, que acabam criando “vícios e defeitos” no nado do atleta – algo contrário do objetivo inicial do trabalho. 
Podemos citar alguns exercícios educativos que podem se tornar DESEDUCATIVOS:
Educativo: Costas com braçada dupla
Educativo antiqüíssimo, que o nadador executa movimentando os dois braços juntos com o objetivo de melhorar a puxada na água.

Deseducativo: Aplicado em profusão e sem combinar com o nado técnico ou estilo completo, o exercício diminui totalmente o rolamento do quadril no nado, o que é fundamental para o nado costas.

Vale lembrar que o educativo de costas de braçada dupla pode ser usado; ele até ajuda no trabalho de pegada, mas quando utilizado de forma balanceada e, principalmente, coordenado com exercícios de rolamento ou até mesmo o nado completo.

Resumindo: Deseducativos são movimentos que foram designados para ajudar, mas se não forem devidamente e corretamente trabalhados, o prejuízo será muito maior do que o benefício.

Boas braçadas!

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *